A alta tensão (AT) é um termo utilizado na área de energia elétrica para se referir a um nível de tensão que está acima dos valores convencionais. A tensão é a diferença de potencial elétrico entre dois pontos e é medida em volts (V). Quando falamos em alta tensão, estamos nos referindo a uma grande diferença de potencial elétrico, o que resulta em um risco maior para as pessoas e para os equipamentos elétricos.

DEFINIÇÃO E CARACTERÍSTICAS DA ALTA TENSÃO (AT)

A alta tensão é caracterizada por valores de tensão elétrica acima de 1000 volts (1 kV). Essa faixa de tensão é utilizada em sistemas de transmissão e distribuição de energia elétrica em larga escala, como as linhas de transmissão de alta tensão que levam a energia gerada nas usinas até as subestações de distribuição. Além disso, a alta tensão também é utilizada em alguns processos industriais e em equipamentos específicos que exigem uma tensão maior para seu funcionamento adequado.

Os sistemas de alta tensão apresentam algumas características específicas que devem ser consideradas. Alguns exemplos dessas características são:

CONSUMIDORES CONECTADOS EM ALTA TENSÃO (AT)

Os consumidores conectados em alta tensão são aqueles que recebem energia elétrica de redes de distribuição de alta tensão. Esses consumidores podem ser grandes indústrias, comércios de grande porte, hospitais, escolas, entre outros. Eles têm uma demanda de energia maior e, por isso, necessitam de uma tensão mais elevada para suprir suas necessidades.

Para conectar um consumidor em alta tensão, é necessário que ele possua uma instalação elétrica adequada para suportar a tensão aplicada. Essa instalação deve atender às normas e regulamentações específicas para a alta tensão, garantindo a segurança das pessoas e a eficiência energética. Além disso, é necessário que o consumidor possua um contrato de fornecimento de energia elétrica em alta tensão com a concessionária responsável pela distribuição.

REGULAMENTAÇÃO E NORMAS TÉCNICAS DA ALTA TENSÃO (AT)

A alta tensão é regulamentada por normas técnicas que estabelecem os requisitos mínimos de segurança e qualidade para a transmissão e distribuição de energia elétrica em alta tensão. No Brasil, a principal norma técnica que trata da alta tensão é a NBR 14039, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que estabelece os procedimentos de segurança para instalações elétricas de média e alta tensão.

Além da NBR 14039, existem outras normas e regulamentos que devem ser seguidos pelos sistemas de alta tensão, como a NR 10, do Ministério do Trabalho, que estabelece as diretrizes básicas para a segurança em instalações e serviços com eletricidade. Também existem normas específicas para os equipamentos utilizados em alta tensão, como os transformadores, disjuntores e isoladores.

Para garantir a segurança e a conformidade com as normas técnicas, é fundamental que os sistemas de alta tensão sejam projetados, construídos e operados por profissionais especializados e qualificados. Além disso, é importante que as instalações elétricas sejam regularmente inspecionadas e que os equipamentos sejam submetidos a manutenções preventivas periódicas.

Referências:

  1. Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT)(https://www.abnt.org.br/)
  2. Ministério do Trabalho(http://trabalho.gov.br/)
Usamos cookies para melhorar a sua experiência e segurança em nosso website. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade.