A corrente elétrica é o fluxo de carga elétrica que percorre um condutor, como fios metálicos, quando há uma diferença de potencial elétrico aplicada. É esse fluxo de elétrons que permite o funcionamento de dispositivos eletrônicos, como lâmpadas, aparelhos eletrodomésticos e equipamentos industriais. A corrente elétrica é uma das principais formas de energia utilizadas na sociedade moderna e é essencial para o funcionamento de muitos dispositivos e sistemas elétricos.

A corrente elétrica é medida em ampères (A) e é representada pelo símbolo "I". A intensidade da corrente elétrica depende da quantidade de carga que atravessa o condutor por unidade de tempo. A corrente elétrica pode ser de dois tipos: corrente contínua (CC) e corrente alternada (CA). A corrente contínua é caracterizada por ter uma direção constante e é utilizada em baterias e fontes de alimentação eletrônica. Por outro lado, a corrente alternada é caracterizada por ter uma direção que muda periodicamente e é utilizada nas redes elétricas domésticas e industriais.

Para entender melhor a corrente elétrica, é importante conhecer a Lei de Ohm, que estabelece a relação entre a tensão, a corrente e a resistência. Segundo a Lei de Ohm, a corrente elétrica que passa por um condutor é diretamente proporcional à tensão aplicada e inversamente proporcional à resistência do condutor. Essa relação é expressa pela fórmula I = V/R, onde I é a corrente elétrica em ampères, V é a tensão em volts e R é a resistência em ohms.

DEFINIÇÃO E PROPRIEDADES DA CORRENTE ELÉTRICA

A corrente elétrica é definida como o movimento ordenado de elétrons em um condutor. Os elétrons, partículas carregadas negativamente presentes nos átomos, são os responsáveis pelo transporte da carga elétrica. A corrente elétrica é um fenômeno físico que ocorre quando há uma diferença de potencial elétrico entre dois pontos de um circuito elétrico.

Além disso, a corrente elétrica possui algumas propriedades importantes:

UNIDADES DE MEDIDA DA CORRENTE ELÉTRICA

A corrente elétrica é medida em ampères (A), em homenagem ao físico francês André-Marie Ampère. O ampère é uma unidade do Sistema Internacional de Unidades (SI) e está relacionado à quantidade de carga elétrica que atravessa um ponto de um condutor por unidade de tempo.

Outras unidades de medida da corrente elétrica incluem:

É importante mencionar que a corrente elétrica não deve ser confundida com a tensão elétrica, que é medida em volts (V) e representa a diferença de potencial elétrico entre dois pontos de um circuito.

Fonte: National Institute of Standards and Technology (NIST)

LEI DE OHM E A RELAÇÃO ENTRE TENSÃO, CORRENTE E RESISTÊNCIA

A Lei de Ohm estabelece uma relação fundamental entre a tensão, a corrente e a resistência elétrica em um circuito. Essa lei foi formulada pelo físico alemão Georg Simon Ohm no século XIX e é amplamente aplicada na teoria e na prática dos circuitos elétricos.

Segundo a Lei de Ohm, a corrente elétrica (I) que passa por um condutor é diretamente proporcional à tensão (V) aplicada e inversamente proporcional à resistência (R) do condutor. Essa relação matemática é expressa pela fórmula:

I = V / R

Onde:

Essa relação indica que, para uma mesma tensão, quanto maior for a resistência elétrica de um condutor, menor será a corrente elétrica que passa por ele. Da mesma forma, para uma mesma resistência, quanto maior for a tensão elétrica aplicada, maior será a corrente elétrica resultante.

A Lei de Ohm é fundamental para o projeto e a análise de circuitos elétricos, permitindo o cálculo de correntes, tensões e resistências em diferentes pontos do circuito. Ela também é utilizada em diversas aplicações, como a dimensionamento de fios e cabos elétricos, a seleção de componentes eletrônicos e o controle de corrente em sistemas de potência.

Fonte: HyperPhysics – Georgia State University

Usamos cookies para melhorar a sua experiência e segurança em nosso website. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade.